Esportes

Com drama no fim, Cruzeiro empata com São Raimundo e avança para 2ª fase da Copa do Brasil

Com drama nos minutos finais, o Cruzeiro conseguiu se classificar para a segunda fase da Copa do Brasil. A equipe celeste saiu atrás no placar contra o São Raimundo-RR, virou a partida, mas caiu de rendimento na segunda metade da etapa final, levou o empate e ainda teve um jogador expulso faltando dez minutos para o duelo acabar. Mesmo assim, a Raposa segurou o empate em 2 a 2, no estádio Canarinho, em Boa Vista, e avançou graças ao regulamento do torneio que prevê que o melhor posicionado no ranking de clubes da CBF leva vantagem em caso de igualdade no jogo único da 1ª fase.

O zagueiro Veracruz colocou o São Raimundo na frente, aos 25 minutos do primeiro tempo. No entanto, o jogador estava em impedimento, mas a arbitragem não viu a irregularidade e validou o gol. Edu empatou para o Cruzeiro aos 33 e Alexandre Jesus virou para a Raposa aos quatro minutos da etapa final.

A partir dos 15 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro caiu de rendimento, recuou e chamou o São Raimundo para o seu campo. O time da casa chegou ao empate aos 19, com Stanley. A situação ficou mais complicada para a Raposa aos 33, quando Edu cometeu falta no meio-campo, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um homem a menos, a equipe mineira passou sufoco no fim, mas conseguiu segurar o empate e sair com a classificação.

Além da vaga, o Cruzeiro recebeu R$ 1,3 milhão. Por ter disputado a 1ª fase, o clube celeste já tinha faturado R$ 1,1 milhão.

Na próxima fase, o adversário do Cruzeiro será o Boa Esporte, em Varginha. Assim como foi nesta quinta-feira, a vaga será decidida em jogo único em data e horário ainda a serem definidos pela CBF. No entanto, em caso de empate, o classificado à terceira fase sairá na disputa por pênaltis.

Agora, o Cruzeiro volta as atenções para o Campeonato Mineiro. No próximo domingo, às 19h, a equipe celeste enfrenta o Patrocinense, no estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio, pela sexta rodada da fase de classificação. A Raposa ocupa a terceira colocação, com 10 pontos, um a menos que Atlético e América, mas com um jogo a menos que os concorrentes.

O jogo

O Cruzeiro começou bem a partida e criou duas boas chances. Primeiro, o atacante Roberson carimbou o travessão depois de invadir a área livre de marcação. Depois, Jhonata Robert recebeu de Maurício e bateu cruzado, mas a bola passou rente à trave direita do goleiro.

Mas foi o São Raimundo que abriu o placar logo na primeira chance criada, aos 25 minutos. Após falta cobrada para a área do Cruzeiro, o volante Belão desviou e o zagueiro Veracruz, em posição irregular, completou para o fundo das redes. No entanto, a arbitragem não viu o impedimento do jogador do time da casa e validou o gol.

Na sequência, quase o São Raimundo ampliou. Marcos Felipe recebeu na área, bateu cruzado e Vanílson, de frente para o gol, esticou a perna, mas só resvalou na bola, que saiu pela linha de fundo.

O Cruzeiro chegou ao empate aos 33 minutos. Jhonata Robert bateu mal o escanteio e a bola sobrou para Vanilson, que tentou sair jogando dentro da área e foi surpreendido por Edu. O volante celeste “bateu a carteira” do atacante adversário e chutou forte cruzado. A bola ainda desviou antes de entrar no cantinho.

No último lance da etapa inicial, o Cruzeiro reclamou de pênalti em um chute de Jhonata Robert que desviou em Alex. O jogadores celestes afirmaram que a bola explodiu na mão do atleta do São Raimundo, mas o árbitro não quis saber e mandou o jogo seguir.

A Raposa virou o jogo logo aos quatro minutos do segundo tempo. Maurício lançou Judivan, que fez boa jogada pela ponta esquerda e devolveu para Maurício. O camisa 11 bateu cruzado e Alexandre Jesus, debaixo do gol, só completou para as redes.

Mas, a partir dos 15 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro caiu de rendimento, recuou e chamou o São Raimundo para o seu campo. Pouco depois, o time da casa chegou ao empate com Stanley, que emendou um cruzamento da direita e acertou o ângulo de Fábio.

A situação ficou mais complicada para o Cruzeiro aos 33 minutos, quando Edu cometeu falta no meio-campo, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Mas o time celeste conseguiu segurar a pressão do São Raimundo no fim e saiu com a classificação.

São Raimundo 2 x 2 Cruzeiro

São Raimundo: Eder; Alex, Veracruz, Alan Caruaru e Bruno Maia; Belão (Klebinho), Juca Maranhão (Igor Fellipe), Emerson e Ygor; Marcos Felipe e Vanilson (Stanley). Técnico: Chiquinho Viana

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Cacá, Léo e João Lucas; Adriano, Edu e Maurício (Pedro Bicalho); Jhonata Robert (Judivan, depois Arthur), Alexandre Jesus e Roberson. Técnico: Adílson Batista

Motivo: jogo único – 1ª fase da Copa do Brasil
Data: 13 de fevereiro de 2020, quinta-feira, às 21h30
Local: Estádio Flamarion Vasconcelos (Canarinho), em Boa Vista (RR)

Gols: Veracruz (25’/1º), Edu (33’/1º), Alexandre Jesus (4’/2º), Stanley (19’/2º)

Cartão Amarelo: Eder, Juca Maranhão, Alex, Alan Caruaru, Igor Fellipe (São Raimundo); Edilson, Edu (Cruzeiro)

Cartão Vermelho: Edu (Cruzeiro)

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)

FONTE: ITATIAIA www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close