Esportes

Reunião entre Éderson e Cruzeiro termina sem acordo na Toca, e volante deve deixar o clube

Terminou sem acordo a reunião entre representantes do volante Éderson e dirigentes do Cruzeiro, nesta terça-feira, na Toca da Raposa II. No encontro, as partes tentaram um acerto amigável antes da audiência de conciliação na Justiça do Trabalho, marcada para o dia 19 de fevereiro.

Os empresários de Éderson, que são os mesmos de David, propuseram ao Cruzeiro liberar os atletas e eles retirariam as ações na Justiça do volante e do atacante. Além disso, o clube receberia R$ 2 milhões em dinheiro e deixaria de pagar R$ 3,8 milhões que deve ao agente André Cury em comissões. A diretoria celeste ainda não respondeu à oferta.

Só da ação de David, o Cruzeiro deixaria de pagar cerca de R$ 15 milhões. Além disso, o clube não teria que acertar os salários atrasados do atacante e de Éderson, que chegam a aproximadamente R$ 2 milhões.

Certo é que a chance de Éderson continuar no Cruzeiro é remota. Uma nova reunião vai acontecer nos próximos dias, quando a direção celeste e os representantes do atleta tentarão costurar um acordo.

Éderson pleiteia na Justiça a rescisão unilateral do contrato alegando valores atrasados (salários, direitos de imagem, férias, 13º e FGTS). Em um primeiro momento, no entanto, a liminar do volante foi negada. A Raposa depositou parte da quantia em atraso antes de ser notificada.

O Bahia chegou a apresentar uma proposta a Éderson, mas como o jogador ainda não conseguiu se desvincular do Cruzeiro via Justiça, o volante tenta um acordo com o clube celeste.

O Cruzeiro também deve ao Desportivo Brasil pela compra de 50% dos direitos econômicos do volante. O valor chega a R$ 1,2 milhão. Éderson disputou 21 jogos com a camisa celeste e marcou dois gols.

FONTE: ITATIAIA www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close