Esportes

Máfia Azul e Pavilhão Independente são banidas de jogos em todo Brasil por um ano

As torcidas organizadas Máfia Azul e Pavilhão Independente, do Cruzeiro, foram banidas de jogos realizados em território nacional por um ano. A recomendação é do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), com apoio da Polícia Militar (PM), e foi informada ao Cruzeiro na tarde dessa segunda-feira (20), durante reunião na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF).

Com isso, já para a partida desta quarta-feira (22), contra o Boa Esporte, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro, está proibida a utilização de vestimentas, faixas, bandeiras e instrumentos musicais que fazem relação às organizadas dentro do Mineirão ou em um raio de 5 km do estádio.

Além das punições à Máfia Azul e Pavilhão Independente, a PM também não permitirá, no jogo contra o Boa, a entrada de mastros, bandeiras, faixas e instrumentos de qualquer torcida organizada. A medida ocorre após os grupos não atenderem ao pedido da corporação de enviar uma apresentação com o cadastro de todos os filiados.

O pedido de banir as organizadas foi enviado pelo MPMG à FMF em 17 de dezembro do ano passado. À época, o órgão efetuou a prisão de líderes das organizadas, na operação Voz das Arquibancadas. Foram cumpridos 16 mandados de prisão temporária e 20 de busca e apreensão em Belo Horizonte, Contagem, Betim, Vespasiano e Ribeirão das Neves, na região metropolitana; e Barão de Cocais e João Monlevade, na região Central de Minas.

Os integrantes das organizadas são investigados pelos crimes de associação criminosa, dano ao patrimônio, lesão corporal, tentativa de homicídio, provocação de tumultos e ameaças.

O MPMG cita como motivo para a ação as diversas brigas entre as duas torcidas neste ano e a quebradeira provocada no Mineirão na derrota de 2 a 0 do Cruzeiro para o Palmeiras, no encerramento do Campeonato Brasileiro. O jogo sacramentou o primeiro rebaixamento da história do clube celeste. “Esses confrontos têm gerado grave perturbação à ordem pública, danos ao patrimônio público e privado e colocado em risco à integridade física de torcedores”, disse à época em nota.

FONTE: ITATIAIA www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close