Esportes

Atlético faz boa partida, não marca, leva gol no fim e perde para o Athletico-PR no Mineirão

O Atlético foi melhor, mas perdeu chances e também o jogo para o Athletico-PR na tarde deste domingo, no Mineirão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo dominou praticamente toda a partida, mas não conseguiu balançar a rede, teve um gol anulado e parou na trave. O Furacão marcou aos 41 minutos do segundo tempo, com Vitinho, em chute de fora da área.

O time alvinegro segue em 13º lugar, com 41 pontos. Os paranaenses permanecem em quinto, com 56. Na próxima rodada, o Atlético pega o Bahia, na quarta-feira (27), às 21h, no estádio Fonte Nova, em Salvador. No mesmo dia, às 21h30, o Athletico-PR recebe o Grêmio na Arena da Baixada, em Curitiba.

A escalação do Atlético surpreendeu, com cinco jogadores ofensivos: Luan como segundo volante, Marquinhos na direita, Cazares centralizado, Otero na esquerda e Di Santo no ataque. O time foi em busca do gol.

O jogo

O Atlético dominou o primeiro tempo de ponta a ponta. As melhores oportunidades saíram dos pés de Cazares, que estava em um dos dias inspirados. Aos 6 minutos, o meia cruzou para Fábio Santos, que cabeceou e obrigou o goleiro Santos a salvar o Athletico-PR. Uma nova chance clara veio aos 15, quando Luan lançou Di Santo, que saiu na cara do gol, driblou o arqueiro e chutou. A bola tocou na trave e houve dúvida se entrou, mas o VAR entrou em ação e constatou impedimento do centroavante.

O Athletico-PR só chegou aos 36, quando Nikão cruzou e Vitinho cabecou com perigo. Entretanto, os alvinegros voltaram a pressionar. Cazares deu lindo passe para Marquinhos, outra figura importante, com jogadas individuais. O meia chutou e Santos espalmou.

No segundo tempo, o Galo permaneceu melhor. Aos 11 minutos, Patric teve um gol anulado. O lateral-direito recebeu lançamento longo de Iago Maidana, ficou de frente para o gol e mandou para a rede, mas o impedimento foi visto pelo VAR. Em seguida, quem impediu o tento foi a trave, após Cazares driblar o goleiro e cruzar para Otero cabecear.

Aos 23, o técnivo Vagner Mancini tirou Cazares, o melhor em campo, para colocar Bruninho. A substituição foi vaiada. O Athletico-PR começou a se animar e chegou ao gol aos 41. Vitinho pegou rebote do escanteio na entrada da área e chutou no ângulo.

Atlético 0x1 Athletico-PR

Atlético: Cleiton; Patric, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Luan (Vinícius), Marquinhos, Cazares (Bruninho) e Otero (Geuvânio); Di Santo. Técnico: Vagner Mancini

Athletico-PR: Santos; Madson, Pedro Henrique (Robson Bambu), Léo Pereira e Abner Vinícius; Wellington, Bruno Guimarães (Erick) e Thonny Anderson; Nikão, Vitinho e Marco Ruben (Braian Romero). Técnico: Eduardo Barros

Cartões amarelos: Otero, Zé Welison e Geuvânio (Atlético) Thonny Anderson e Braian Romero (Athletico-PR)

Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 24 de novembro de 2019, domingo, às 16h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Edina Alves Batista (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Público: 34.432 torcedores
Renda: R$ 209.440

FONTE: ITATIAIA www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close