Economia

Preço nas alturas em sacolões faz consumidor deixar de comprar: ‘Está assustador’

Além dos reajustes nos preços do gás de cozinha e da energia, moradores de Belo Horizonte estão assustados com os valores dos produtos do sacolão e de supermercado. Sem dinheiro suficiente para bancar tantos aumentos, algumas donas de casa usam a criatividade para substituir frutas, legumes e itens mais caros por produtos mais baratos.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a cesta básica já custa metade do salário-mínimo. Belo Horizonte tem a décima cesta mais cara do país. O tomate foi o grande vilão, com aumento de 35% no último mês. “Está assustador. A gente tem que ver o que dá para comprar. Mesmo de época não está sendo fácil”, diz Ivanildes Efigênia da Silva.

Já a dona de casa Conceição Silva Costa conta que está indo menos ao sacolão. “Tudo está muito caro, tudo sobe. Então a gente faz conforme o dinheiro dá. Verdura mesmo tem época que eu não como”.

Cibele Lacorte diz que a alta nos preços é evidente. “Estou evitando tudo que aumentou. Tomate é uma coisa que já não compro e vou continuar não comprando até baixar”, disse. “Vai do dia. Se tiver com preço melhor eu compro, tá com preço um pouquinho acima, substituo. Fui comprar rúcula, que eu já pagava muito caro: R$ 3.90, e estava R$ 6, R$ 7. Não comprei”, diz.

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close