Esportes

Cruzeiro vence Emelec no Equador, mantém 100% e fica perto das oitavas da Libertadores

Único clube das Séries A e B do Brasileiro que não perdeu na temporada 2019, o Cruzeiro manteve a invencibilidade no ano e os 100% de aproveitamento na Copa Libertadores. Com uma atuação segura, a Raposa venceu o Emelec por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador, e encaminhou a classificação para as oitavas de final do torneio continental.

Rodriguinho foi o autor do gol da vitória celeste aos 31 minutos do primeiro tempo. Após falta cobrada na área do Emelec, Henrique desviou e a bola sobrou para o meia, que dominou e deu um toque sutil por cima do goleiro. O camisa 23 balançou as redes um pouco antes, mas o gol foi anulado porque estava em posição irregular. Foi o sétimo gol do armador em nove jogos com a camisa estrelada.

O gol de Rodriguinho também teve peso histórico para o Cruzeiro, que chegou ao 300º tento do clube na história da competição.

No fim da partida, Rafinha ainda perdeu um gol incrível, desperdiçando a oportunidade de fazer um placar mais dilatado a favor da Raposa.

Já o Emelec teve dois gols anulados de forma correta também porque os jogadores estavam em impedimento.

Com a vitória fora de casa, o Cruzeiro segue líder isolado no Grupo B, com nove pontos, e está muito perto da classificação para as oitavas de final. O Deportivo Lara-VEN, que venceu o Huracán-ARG, assumiu a segunda colocação, com quatro pontos. O Emelec é o terceiro, com dois, e os argentinos ocupam a lanterna, com um.

Além do triunfo no Equador, o Cruzeiro ampliou a invencibilidade na temporada. Agora são 16 jogos no ano, com 12 triunfos e quatro empates, 34 gols marcados e apenas sete sofridos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Huracán, no Mineirão, na quarta-feira da semana que vem, às 19h15. Caso vença, a Raposa já garantirá a vaga nas oitavas de final. Já o Emelec receberá o Deportivo Lara-VEN, na quinta, em Guayaquil.

Agora, a Raposa volta as atenções novamente para o Campeonato Mineiro. No próximo sábado, às 19h, a equipe celeste enfrenta o América, no Mineirão, pelo duelo de volta das semifinais do Estadual. Como venceu o jogo de ida por 3 a 2, no Independência, o Cruzeiro pode até perder por um gol de diferença para avançar à final.

O jogo

Tendo o lateral-esquerdo Dodô como principal novidade da sua escalação, em detrimento do até então titular Egídio, o Cruzeiro viu o Emelec dominar a posse de bola no começo do duelo mas sem ameaçar a meta de Fábio, exceto por uma finalização de fora da área de Cabezas.

E o time mineiro, que tinha bom toque de bola, foi letal na chance que teve, em uma jogada de bola parada. No lance, aos 31 minutos do primeiro tempo, Robinho cobrou falta, Henrique desviou e a bola sobrou para Rodriguinho finalizar às redes com um toque sutil, por cima do goleiro Dreer.

Depois do gol cruzeirense, o cenário não se alterou. O time se defendia bem e não correu riscos, a não ser por um raro lance em que deu espaço para Joel López, que parou na segura atuação de Fábio.

No segundo tempo em Guayaquil, o Cruzeiro tratou de valorizar a posse de bola, para evitar a pressão do Emelec, tendo êxito diante do time equatoriano, que abusava das jogadas aéreas, mas sem sucesso. Assim, as principais oportunidades de gol eram do time mineiro, como em um cabeceio de Dedé e em uma finalização perigosa de Robinho.

No fim do segundo tempo, Mano Menezes retrancou o Cruzeiro ao trocar o meia Marquinhos Gabriel pelo zagueiro Fabrício Bruno. A estratégia atraiu o Emelec, que esboçou uma pressão, ainda que sem criar chances claras de gol. Revoltada com a derrota, a torcida passou a jogar objetos em campo. E o time equatoriano ainda teve Luna expulso, facilitando a estratégia da equipe mineira de assegurar a vitória, que poderia até ter sido maior, não fosse uma chance incrível perdida por Rafinha no lance final do jogo.

Emelec 0 x 1 Cruzeiro

Emelec: Esteban Dreer; Caicedo, Jordan Jaime, Leandro Vega e Estacio; Godoy, Queiróz e López (Luna); Brayan Angulo, Guerrero (Arce) e Cabezas (Daniel Angulo). Técnico: Mariano Soso

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Dodô (Egídio); Henrique, Lucas Romero, Robinho, Rodriguinho (Rafinha) e Marquinhos Gabriel (Fabrício Bruno); Fred. Técnico: Mano Menezes

Motivo: 3ª rodada – Grupo B da Copa Libertadores
Data: 3 de abril de 2019, quarta-feira, às 21h30
Local: Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador)

Gol: Rodriguinho (31’/1º)

Cartão Amarelo: Lucas Romero, Edilson, Dodô (Cruzeiro); Jordan Jaime, Caicedo (Emelec)
Cartão Vermelho: Luna (Emelec)

Árbitro: Víctor Carrillo (PER)
Auxiliares: Jonny Bossio (PER) e Victor Raez (PER)

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close