Esportes

No jogo das faixas e recorde de Fábio, Cruzeiro resolve jogo no 1º tempo e goleia Chape no Horto

Após dois dias de comemorações pelo hexa da Copa do Brasil e apenas o sábado de treinamento, os titulares do Cruzeiro não encontraram dificuldades para bater a Chapecoense, neste domingo, no Independência, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com três gols no primeiro tempo, a equipe celeste resolveu a partida nos primeiros 45 minutos e goleou por 3 a 0.

Thiago Neves, Arrascaeta e Dedé marcaram os gols da vitória da Raposa no jogo que foi marcante para o goleiro Fábio. Neste domingo, o camisa 1 completou 800 partidas com a camisa celeste.

A vitória tornou a festa completa no Horto. Antes da partida, os jogadores, a comissão técnica e membros da diretoria receberam a faixa de hexacampeão da Copa do Brasil.

Com o resultado, o Cruzeiro se manteve na 10ª posição no Brasileiro, com 40 pontos, mas poderá subir na tabela no meio da semana, já que está com um jogo a menos. Na próxima quarta-feira, às 19h30, a equipe celeste faz o duelo atrasado da 28ª rodada contra o Ceará, no Mineirão.

Já a Chapecoense segue sua luta contra o rebaixamento. Com 31 pontos, a equipe ocupa a 18ª posição e continua no Z4. Na próxima rodada, os catarinenses recebem o América, sábado, às 19h, na Arena Condá.

O jogo

O primeiro tempo foi de domínio cruzeirense. Logo nos primeiros minutos, o time mineiro pressionou bastante, criou boas chances de gol e assustou o adversário. Depois de algumas tentativas, a bola foi parar na rede aos 21 minutos, quando Thiago Neves recebeu passe letra de Ariel Cabral e soltou uma bomba de fora da área.

A Chapecoense ficou abatida depois do gol sofrido e não deu muitos sinais de reação. Dessa maneira, não demorou para que saísse o segundo gol cruzeirense. Aos 29 minutos, Jandrei rebateu chute de Barcos e Arrascaeta apareceu na sobra para marcar de cabeça.

O time visitante teve grande chance de diminuir aos 40 minutos. No lance, Leandro Pereira cabeceou muito bem, mas esbarrou em um defesa incrível de Fábio. Três minutos depois, o Cruzeiro ampliou o placar com um cabeceio de Dedé após cobrança de escanteio de Arrascaeta.

No segundo tempo, o Cruzeiro relaxou um pouco e deu mais espaço para a Chapecoense, que conseguiu criar boas chances. Foram poucas as vezes que os cruzeirenses voltaram a oferecer perigo, enquanto que o time catarinense seguia insistindo e desperdiçando boas oportunidades de iniciar uma reação. Por fim, toda a vontade e entrega não foi o suficiente para sequer um gol.

Cruzeiro 3 x 0 Chapecoense

Cruzeiro: Fábio; Edílson, Léo, Dedé e Egídio; Ariel Cabral (Lucas Silva), Henrique, Robinho, Thiago Neves. Arrascaeta (Rafinha) e Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Chapecoense: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Barreto (Yann Rolim), Canteros e Diego Torres (Bruno Silva); Doffo (Vinicius) e Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira

Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 21 de outubro de 2018, domingo, às 16h
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)

Gols: Thiago Neves (22’/1º), Arrascaeta (29’/1º), Dedé (43’/1º)

Cartão Amarelo: Dedé, Edílson (Cruzeiro); Canteros (Chapecoense)

Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)
Adicionais: Thiago Duarte Peixoto (SP) e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Público: 12.666 torcedores
Renda: R$ 163.169,00

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close