Esportes

Com direito a golaço e brilho dos gringos, Atlético goleia o Sport no Horto

O Atlético recebeu o Sport no Independência neste domingo, em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, e atropelou o adversário: 5 a 2. Em um duelo de ataque contra a defesa, o poder ofensivo atleticano falou mais alto e funcionou durante todo o jogo, enquanto o rubro-negro tentava, e até assustou, nos contra-ataques.

As duas equipes vinham de derrota, mas o Atlético, que perdeu para o Flamengo na última partida, contava com o poder de casa e a boa colocação na tabela para seguir o objetivo de manter no G-6 se aproximando cada vez mais dos times acima. Já o Sport, estreou o novo técnico, Milton Mendes, que tem a dura missão de tirar a equipe do Z-4 e voltar a vencer – nas últimas 14 partidas, foram apenas uma vitória e um empate, e pode colocar mais um nas contas das derrotas.

Em campo, apesar do placar ter sido aberto pelo Sport, não demorou dois minutos para o Atlético empatar e tomar conta da partida. Os destaques foram Chará e Cazares, bem participativos, com assistências, gols e dando maior funcionamento ao jogo atleticano, trabalhando para o coletivo, e o jovem lateral Emerson, estrela individual, que fez um golaço pela direita. O time alvinegro precisou de 30 minutos de jogo para resolver, marcando quatro vezes ainda no primeiro tempo.

Com a goleada, o Atlético se manteve em 6º lugar, com 45 pontos, oito a mais que o Cruzeiro e apenas quatro a menos que o Flamengo, 5º colocado. Já o Sport, se manteve com os 24 pontos e estacionou na 19ª colocação, oito a mais que o lanterna Paraná e três a menos que Ceará, que tem um jogo a menos e está no 18º lugar.

O Atlético volta a campo no próximo sábado, às 16h, contra a Chapecoense, na Arena Condá, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Sport atua um dia antes, em casa, na Ilha do Retiro, diante do Internacional, às 19h, também pelo Nacional.

O JOGO

O jogo já começou dominado pelo Atlético, que logo mandou o Sport para o contra-ataque. Aos 6 minutos, a tática que surtiu efeito primeiro foi o Leão: em cobrança de escanteio, Michel Bastos dividiu a bola em cabeceio com Leonardo Silva que, contra, mandou para o fundo das redes.

Não demorou nem dois minutos para o Atlético descontar. Em ótima assistência de Chará, Elias mostrou frieza para, de esquerda, empatar a partida.

A partida se manteve sob domínio atleticano. Aos 21, Fábio Santos pediu penalti apósum choque na área, mas o juiz mandou o jogo seguir… até os 24, quando, em outro lance, marcou penalidade máxima para os donos da casa. Mais uma vez Chará deu assistência para Ricardo Oliveira tentar de letra, mas Durval interceptou de mão. O zagueiro rubro-negro levou o amarelo e viu Fábio Santos virar o jogo na batida do penal. Esse foi a 8ª batida do lateral, que segue 100% na marca do cal.

Novamente um gol dois minutos depois, de novo para o Atlético. Emerson recebeu do alto e dominou no peito, tirando o zagueiro adversário. Sem deixar a bola cair, o lateral domina e chuta, de esquerda, no canto de Magrão.

Aos 29, o Atlético já fazia seu 4º gol. Cazares toca para RIcardo Oliveira, que perde para Durval. O zagueiro não se entendeu direito com Magrão e Cazares reapareceu na jogada para mandar para o fundo da rede.

Aos 32, Durval fez falta dura em Ricardo Oliveira e recebeu o segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho. A partida já estava 4 a 1 para o Atlético, que ainda ficou com um a mais em campo. Até o fim do primeiro tempo foi só administrar o placar.

No retorno ao campo, parecia um replay: Atlético dominando, defesa do Sport sofrendo, mas, no contra-ataque, reabrindo o placar. Aos 11, Michel Bastos recebeu cruzamento de Raul Prata e cabeceou no canto do Victor.

O gol não assustou o Galo, que manteve posse de bola e poder ofensivo para matar o jogo e fechar o placar aos 24, com o experiente camisa 9. Ricardo Oliveira recebeu sozinho na área, frente a frente com Magrão e mandou uma bomba para o gol. Desencantando após partidas sem marcar, o atacante chegou ao 11º tento no Brasileirão, sendo o vice-artilheiro da competição.

Com o resultado feito, Thiago Larghi fez substituições para descansar os atletas que estavam em campo e dar oportunidade a quem vinha do banco. Aos 37, o Atlético ainda teve mais um lance polêmico: um puxão em Maidana que poderia ser convertido em penalti, mas o juiz não deu.

Atlético 5 x 2 Sport

Ficha técnica:

Atlético: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Elias (Matheus Galdezani), Luan (Edinho), Cazares (Nathan) e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Sport: Magrão; Ernando, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Marcão Silva, Jair, Marlone, Michel Bastos e Mateus Gonçalves (Gabriel); Rafael Marques (Raul Prata). Técnico: Milton Mendes.

Gol: Leonardo Silva (6’/1º – contra), Elias (8’/1º), Fábio Santos (25’/1º), Emerson (27’/1º),  Cazares (29’/1º), Michel Bastos (11’/2º), Ricardo Oliveira (24’/2º).

Cartão amarelo: Iago Maidana (Atlético); Sander, Marcão Silva e Gabriel (Sport).

Cartão vermelho: Durval (Sport).

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 30 de setembro de 2018, domingo,, às 16h (de Brasília)
Motivo: 27ª rodada do Campeonato Brasileiro

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Adicionais: Rodrigo Gomes Paes Domingues (SP) Rafael Gomes Félix da Silva (SP)

Público: 22.654
Renda: R$ 252.708,00.

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close