Esportes

Cruzeiro mantém time misto contra o Sport para suportar maratona de três competições

O Cruzeiro fecha a semana sem pensamentos divididos, mas também sem vitória. Foram dois empates: sem gols contra o Internacional, em casa, no último domingo (2), e por 1 a 1 com o Botafogo, no Rio de Janeiro, quarta-feira (5). Para fechar a trinca direta focada no Campeonato Brasileiro, a equipe celeste visita o Sport, na Ilha do Retiro, neste sábado (8), em jogo válido pela 24ª rodada.

Sem perder e sem vencer, o último jogo antes de voltar à maratona Brasileiro + Copa do Brasil + Libertadores vai ser diferente, ao menos na escalação de Mano Menezes: “Vamos ter que mudar um percentual de jogadores que atuaram diante do Botafogo. Se fossem só os dois jogos separados, poderíamos fazer o mesmo que o Sport vai fazer. Mas temos na quarta-feira um jogo decisivo de semifinal contra o Palmeiras pela Copa do Brasil. Então, tenho que fazer esse equilíbrio para que todos consigam render bem aqui e estejam bem preparados para quarta-feira”, projetou Mano.

As mudanças, no entanto, não foram reveladas. Uma das prováveis saídas da equipe titular é de Thiago Neves, para ser preservado para o duelo contra o Palmeiras. As trocas, segundo o técnico, não mudam a proposta de vencer o Sport. Um triunfo, inclusive, é visto como motivação para o mata-mata de quarta-feira: “Vencer sempre é bom. A gente separa quando não consegue, trabalha para que isso não interfira. Mas a vitória sempre tem um sabor especial. Vamos lutar por ela e temos time para fazer isso”, garantiu.

Cruzeiro e Sport se enfrentam neste sábado (8), às 16h. Estagnado na 7ª colocação, com 32 pontos, o time celeste tem o objetivo de se aproximar mais do pelotão de frente do Brasileiro. À sua frente está o Atlético, com 38 pontos. Nem uma combinação de resultados pode melhorar a colocação da Raposa nesta rodada, mas pode reduzir para três a diferença para o alvinegro.

“Temos que subir na tabela, temos que melhorar nossa colocação. Campeonato Brasileiro é muito difícil, a cada rodada você tem sempre um desafio. Viemos de um jogo duro diante do Botafogo, agora teremos outro jogo duro diante do Sport. Em seguida, o clássico contra o Atlético, com o Palmeiras pela Copa do Brasil no meio. É uma série de jogos que faz com que você tenha que administrar determinadas situações. E é essa administração de determinadas situações que nos afastou do grupo da frente. Temos consciência disso”, avaliou Mano.

Ainda na disputa da Copa Libertadores e Copa do Brasil, o Cruzeiro tenta a entrada no G-6 do Brasileiro para se aproximar ainda mais da vaga para o continental do próximo ano, já que nas competições mata-mata apenas o campeão se garante, e, é claro, a disputa pelo troféu é também acirrada.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close