Esportes

Atlético pressiona, manda bola na trave no último minuto, mas fica no empate com Vasco

No jogo 200 do Atlético na Arena Independência, a torcida alvinegra não soltou o grito de gol e o time não conseguiu sair de campo com a vitória. Apesar de toda a pressão, com direito a bola na trave no último minuto de jogo, o Galo só empatou em 0 a 0 com o Vasco, nesta quinta-feira, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Se dentro de campo o Atlético decepcionou a torcida, nas arquibancadas o atleticano correspondeu e quebrou o recorde de público do clube na Arena Independência: 22.452. O maior número de pessoas presentes no estádio desde a reforma, no entanto, continua sendo do América, quando 22.481 torcedores assistiram à vitória do Coelho sobre o CRB, no jogo do título da Série B do ano passado.

Com o resultado, o Atlético perdeu a quinta posição para o Palmeiras e caiu para sexto, com 34 pontos. Além disso, o time alvinegro não aproveitou os tropeços do Grêmio (que fecha o G4, com 37) e do líder São Paulo (42 pontos), que também empataram na rodada, para reduzir a diferença na luta pelas primeiras colocações.

Já o Vasco segue próximo da zona de rebaixamento, na 14ª posição, com 21 pontos, dois a mais que o Vitória, que abre o Z4.

Na próxima rodada, o Atlético vai até Salvador para enfrentar o Vitória, domingo, às 16h, no Barradão. Também no domingo, às 19h, o Vasco recebe a Chapecoense, no estádio São Januário.

O jogo

O Atlético criou as melhores chances no primeiro tempo, mas não conseguiu abrir o placar. Com chutes de longe e finalizações dentro da área que passaram muito perto do gol do Vasco, o time mineiro teve maior volume de jogo e mereceu ir para o intervalo com a vitória.

A primeira oportunidade do Galo foi criada aos seis minutos, com Maidana, que aproveitou cruzamento e cabeceou para fora. O Vasco respondeu em seguida em chute de Maxi López que foi bem defendido por Victor.

A pressão atleticana era grande. Em boa cobrança de falta de Ricardo Oliveira, o goleiro Martín Silva se esticou todo para evitar o gol. Aos 23, Nathan emendou uma bomba da entrada da área e a bola passou rente ao travessão como um foguete.

O Vasco voltou a assustar aos 32 minutos em falta cobrada por Pikachu. Victor montou a barreira e ficou muito próximo à trave, deixando o gol quase todo aberto. O jogador vascaíno tentou buscar o ângulo e a bola passou perto.

Os chutes de longe de Nathan eram uma das armas do Atlético. Aos 39, o meia acertou nova bomba de fora da área assustando Martín Silva.

Na etapa final, a equipe carioca voltou bem nos minutos iniciais e quase abriu o placar. Maxi López recebeu na área e bateu no canto. Victor saltou e tirou com a ponta dos dedos. A bola ainda explodiu na trave.

Diferentemente do primeiro tempo, o Atlético não conseguia chegar com perigo no ataque e ainda deixava brechas para o Vasco incomodar a meta de Victor. Mais uma vez, Maxi Lópes recebeu na área e desviou de letra. A bola passou rente à trave assustando a torcida atleticana no Horto.

A partir dos 20 minutos, o Atlético voltou à pressão em busca do gol. Após confusão na área do Vasco, a bola chegou para Elias, na pequena área, mas o volante alvinegro escorregou na hora de girar para chutar e pegou mal na bola.

Na sequência, Cazares tabelou com Chará e bateu de primeira de curva buscando o canto, mas a bola foi para fora.

Com o Atlético todo no ataque, o Vasco quase marcou em contragolpe. Pikachu achou Andrey livre na entrada da área, o volante soltou a bomba e Victor salvou com os pés.

A equipe atleticana teve nova oportunidade com Ricardo Oliveira, que recebeu bom lançamento de Cazares, mas o camisa 9 finalizou mal e Martín Silva defendeu.

Na tentativa de marcar o gol, o técnico Thiago Larghi mandou o time para o ataque ao tirar os volantes (Galdezani e Elias) para colocar dois jogadores mais avançados (Tomás Andrade e Denilson).

A pressão seguiu e, no último minuto, Cazares cobrou escanteio e Ricardo Oliveira cabeceou na trave, colocando fim na esperança atleticana de sair com a vitória no jogo número 200 na Arena Independência.

Atlético 0 x 0 Vasco

Atlético: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Matheus Galdezani (Denilson), Elias (Tomás Andrade), Nathan (Luan), Cazares e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

Vasco: Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Desábato, Raul, Andrey, Yago Pikachu (Ricardo) e Wagner (Vinícius Araújo); Maxi López (Andrés Ríos). Técnico: Valdir ‘Bigode’ (interino)

Motivo: 20ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 23 de agosto de 2018, quinta-feira, às 20h
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Cartão Amarelo: Matheus Galdezani, Leonardo Silva (Atlético); Wagner, Lenon, Martín Silva, Vinícius Araújo (Vasco)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Adicionais: Daniel Aloysius Soder (RS) e Roger Goulart (RS)

Público: 22.452
Renda: R$ 381.840,00

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close