Politica

Anastasia diz que vai ‘cortar no osso’ gastos do estado

Senador tucano também prometeu que, se eleito, não vai criar nem aumentar impostos

O senador Antonio Anastasia (PSDB) afirmou na manhã desta terça-feira (21) que pretende fazer um enxugamento da máquina pública ainda maior do que promoveu em sua primeira gestão à frente do Palácio da Liberdade para recuperar as finanças do estado. O tucano também prometeu, se eleito, aumentar a arrecadação em Minas Gerais sem aumentar ou criar novos impostos.

“O corte agora será mais profundo. Não iremos cortar só na carne e na gordura, iremos até o osso”, disse, explicando na sequência que vai diminuir o número de secretarias do estado, cortar funções, afunilar atividades e reduzir gabinetes e burocracia.

As afirmações foram feitas em entrevista à rádio Band News Minas, na qual o candidato voltou a dizer que a situação de Minas é muito ruim. O tucano afirmou que, se eleito, pretende voltar a pagar os servidores públicos no quinto dia útil do mês e regularizar os repasses aos municípios. Segundo ele, no entanto, direitos adquiridos pelo funcionalismo serão preservados.

Na entrevista, Anastasia também disse que Minas Gerais deveria ter recorrido ao governo federal para renegociar suas dívidas, como outros estados fizeram. “Minas Gerais não desejou, mas é importante que se faça essa parceria, preservando nossa autonomia”, disse.

O candidato tucano disse que seu plano de recuperação para Minas é ousado e baseado em criatividade e parceria. Prometeu simplificar a vida das empresas com a desburocratização, que acredita que vá aumentar e expandir as unidades em atuação em Minas.

“É importante dizer que para recuperar as finanças do estado nessa fase de reconstrução não farei nenhum aumento de imposto nem criaria imposto novo, mas um trabalho grande para aumentar a nossa massa tributária”, disse.

 

Fonte: Estado de Minas www.em.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close