Brasil

Presente para os filhos, no Dia dos Pais

Cuide dos pais antes que seja tarde...

Quando agosto começa, o comércio nos lembra do Dia dos Pais.

E eu queria sugerir um presente, não para os pais, mas, para quem é filho ou filha, especialmente aqueles cujos pais estão vivos.

O livro do nosso poeta Fabrício Carpinejar  “Cuide dos pais antes que seja tarde” está entre os mais vendidos no país há semanas não por acaso.

Ele nos sacode; nos desperta desse corre-corre, da necessidade de crescer na profissão, buscar um lugar ao sol, ter status e viajar ao exterior para a urgência de cuidar das pessoas importantes de verdade na vida da gente.

Com a maestria que o Brasil inteiro reconhece, Carpinejar fala de coisas muito simples, óbvias, mas, em desuso… Como conversa em família… E adverte: a felicidade familiar pode ser medida pelo índice de frequência do sofá da sala.

Um parágrafo na íntegra:

“Quanto mais a família se encontra na sala, seja para assistir televisão, seja para suspirar pelos excessos do almoço e da janta, mais ela estará unida. Significa que todos preservam um tempo para se olhar nos olhos, para implicar, para se atualizar de afeto. Todos se procuram para conversar e saber como está a vida. Todos são todos, não cada um em seu quarto, cada um em seu celular, cada um em seu computador. Por um momento, ainda são todos”.

Então, deixemos de lado por uns instantes, durante essa semana, a eleição, a inflação, o Temer, o Trump, a Bhtrans, os ladrões, tudo que é menos importante para espiar as rugas do papai… E da mamãe também…

Reparar o quanto os passos deles se tornam mais lentos, o raciocínio começa a escapar, as lembranças de datas e nomes demoram.

Acredite, amigo ouvinte Itatiaia, que 27 anos depois da partida do meu pai para o andar de cima ainda existe uma saudade danada e uma gratidão a Deus por ter me aproximado tanto dele na reta final da existência terrena.

Recentemente faleceu o repórter esportivo Mauro Neto, nosso colega, que adorava o bordão “Depois que a procissão passou, não adianta tirar o chapéu”.

E, com a delicadeza dos poetas, Carpinejar repete que todo filho é pai da morte do seu pai.

Então, a hora é agora, Cuide dos pais antes que seja tarde…

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close