Esportes

Atlético consegue efeito suspensivo, e Elias e Galdezani poderão enfrentar o Internacional

Os volantes Elias e Matheus Galdezani estão liberados para jogar contra o Internacional nesta segunda-feira, às 20h, no Independência, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os jogadores foram suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mas o departamento jurídico do clube alvinegro conseguiu o efeito suspensivo, confirmado no início da tarde.

O Atlético já havia pedido o efeito suspensivo, negado na noite de sexta-feira (3) pelo auditor Mauro Marcelo. Ao pedir que a decisão fosse reconsiderada, os alvinegros conseguiram o resultado positivo.

Em julgamento na Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na última quinta-feira (2), Elias e Galdezani foram punidos com dois jogos de suspensão pelas declarações contra o árbitro Péricles Bassols após a derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro.

Elias foi denunciado pela Procuradoria do STJD por uma declaração dada ao fim do jogo em São Paulo. Os jogadores alvinegros reclamaram que não houve falta de Ricardo Oliveira em Edu Dracena no meio-campo, nos acréscimos, que gerou o terceiro gol palmeirense, no último minuto da partida.

“É uma vergonha, não é, cara? São dois jogos seguidos fora de casa e dois jogos em que a gente está sendo assaltado, ao pé da letra”, disse na ocasião. “A arbitragem brasileira está passando por um momento ruim, negativo. Muita coisa tem que ser vista. Acho que os clubes têm que se unir para colocar logo essa m… desse VAR (árbitro de vídeo) para ver se melhora alguma coisa”, completou.

Galdezani, por sua vez, foi julgado por ter xingado o árbitro em campo após o apito final. “Ainda teve a coragem de me expulsar, seu safado”, relatou Péricles Bassols em súmula.

No mesmo julgamento de Elias e Galdezani, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, foi punido pelas declarações no Twitter contra Péricles Bassols após a derrota para o Palmeiras. Inicialmente, o mandatário foi suspenso por 40 dias e multado em R$ 15 mil por escrever na rede social: “Vagabundo, ladrão e mal intencionado! Essa CBF é um lixo! Fora com essa ‘comissão de arbitragem’ pelo bem do futebol brasileiro!”. A multa foi anulada pelo auditor Mauro Marcelo.

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close