Entretenimento

CEMITÉRIO DO PEIXE EM CMD PASSA POR PROCESSO DE TOMBAMENTO

Do dia 16, quinta-feira, ao dia 19, domingo, deste mês de agosto, acontece o Jubileu de São Miguel e Almas, no Cemitério do Peixe, pertencente ao povoado de Capitão Felizardo, distrito de Costa Sena, em Conceição do Mato Dentro. Localizado a 104 km da sede, o lugarejo se prepara anualmente para a comemoração que acontece há mais de 100 anos. Nesta edição, no entanto, o festejo ganha uma importância especial, já que estão sendo planejados tanto o tombamento do Cemitério do Peixe quanto o registro do Jubileu como patrimônio imaterial do município.
O tombamento do Cemitério do Peixe e o registro do Jubileu de São Miguel e Almas começaram a ser discutidos em meados do ano passado pelo prefeito Zé Fernando e o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural e Histórico de CMD, juntamente com Michele Arroyo, presidente do IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais), Dom Darci Nicioli, arcebispo da Arquidiocese de Diamantina, responsável pela paróquia do Cemitério do Peixe, e o guardião do Cemitério do Peixe, Luiz Rodrigues.
Para dar prosseguimento ao processo de tombamento, a Prefeitura de CMD assumiu o compromisso de fazer uma série de melhorias no lugarejo, que incluirão desde a demarcação territorial até obras de infraestrutura e revitalização paisagística. O objetivo com o tombamento é a proteção do sítio arqueológico do Cemitério do Peixe e do Jubileu de São Miguel e Almas que têm relevante valor cultural e histórico, além de grande potencial turístico.

CEMITÉRIO DO PEIXE EM CMD É “REPOVOADO” DURANTE O JUBILEU DE SÃO MIGUEL E ALMAS
Os quatro dias do Jubileu de São Miguel e Almas – do dia 16, quinta-feira, a 19, domingo, de agosto – no Cemitério do Peixe, em Conceição do Mato Dentro, incluem uma programação extensa, que se encerra com a Procissão de São Miguel. O pároco responsável é Franciane Bretas de Oliveira. A cerimônia é realizada há mais de 100 anos, sendo o único período do ano em que o lugarejo é repovoado. O Cemitério do Peixe é cheio de peculiaridades que atraem a curiosidade de conceicionenses e turistas. Muitos acreditam que há uma energia especial no local. As cercas de 200 moradias são ocupadas apenas durante o Jubileu, ficando fechadas ao longo do ano, com exceção da casa de dona Lotinha, única moradora permanente. Além das moradias, há o Cemitério do Peixe, que dá nome ao lugar, e a Capela dedicada a São Miguel e Almas. Sobre a origem do lugarejo, a versão mais conhecida é que um fazendeiro identificado com Canequinha, nascido em 1860, era o dono daquelas terras, onde criava gado. Na entrada do cemitério, com data de 1941, está o túmulo de Canequinha, com a inscrição do seu nome e a palavra “Fundador”. Um ano antes de sua morte, em 1940, Canequinha doou as terras em volta do cemitério para as “Almas do Cemitério do Peixe”. A devoção às almas é uma antiga tradição da religiosidade mineira, encontrando campo fértil entre fiéis que passaram a enterrar parentes e a desejar ter ali sua morada final. Com relação ao nome “Peixe”, há histórias de que um escravo de apelido Peixe, muito estimado por seu senhor, que ao ser encontrado morto pelo mesmo, que esse teria lhe prestado uma homenagem em seu enterramento, chamando o cemitério de “Peixe”.

PROGRAMAÇÃO
16.08 – Quinta-feira
17h: Hora Santa Eucarística
18h30: Benção do Santíssimo Sacramento
19h: Santa Missa de Abertura do
Jubileu e Entronização da Imagem
de São Miguel Arcanjo
20h: Reza do Terço no Cemitério
17.08 – Sexta-feira
7h: Santa Missa
15h às 17h: Confissões
17h: Hora Santa Eucarística
18h30: Benção do Santíssimo Sacramento
19h: Santa Missa, em seguida
reza da Via Sacra
18.08 – Sábado
7h: Santa Missa
9h às 10h e 15h às 17h: Confissões
11h: Batizados
12h: Canto do Ofício de Nossa
Senhora do Cemitério
16h: Chegada das Cavalgadas
17h: Hora Santa Eucarística
18h30: Benção do Santíssimo Sacramento
19h: Santa Missa
20h: Levantamento do Mastro
19.08 – Domingo
5h: Alvorada
6h: Santa Missa
10h: Santa Missa, Procissão de São Miguel, benção dos objetos e encerramentos do Jubileu

* Realização Arquidiocese de Diamantina/Paróquia Santo Antônio de Gouveia. Apoio Prefeitura Municipal de CMD

 

Fonte: http://cmd.mg.gov.br/eventos/cemiterio-do-peixe-em-cmd-passa-por-processo-de-tombamento

 

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close