Esportes

Mano mostra preocupação com quantidade de gols sofridos pelo Cruzeiro no pós-Copa

O desempenho da defesa do Cruzeiro no pós-Copa do Mundo liga o alerta do técnico Mano Menezes, que vê o Cruzeiro duplicar a média de gols sofridos desde que o Campeonato Brasileiro foi retomado.

Se antes da Copa do Mundo a média de gols sofridos do Cruzeiro era de 0,58 gol por jogo, ou seja, menos de um tento por partida, na volta do Brasileirão pós-mundial esse índice mais do que dobrou.

Antes da Copa a Raposa havia sofrido apenas 7 gols em 12 jogos. Nas três últimas partidas pelo Brasileirão foram quatro gols sofridos, dois na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, em São Paulo. E isso, além de elevar a média de gols sofridos do Cruzeiro para 1,33, faz o técnico celeste mostrar desgosto e preocupação com o cenário atual.

“Jogo amistoso é jogo amistoso, não dá para comparar com jogos oficiais. Não tem a pressão, a emoção. Mas acho que o Cruzeiro está tomando gol com muita facilidade. É uma coisa que não me agrada. Uma equipe que quer brigar por títulos na temporada não pode tomar o tipo de gol que está tomando”, disse, lembrando o amistoso com o Corinthians na parada da Copa do Mundo, quando o time azul também levou dois gols, após sair vencendo por 2 a 0.

Apesar da preocupação, o Cruzeiro, que sofreu 11 gols, ainda tem uma das melhores defesas do Campeonato Brasileiro. É o time com o quarto melhor índice, atrás do Grêmio (seis gols sofridos), Flamengo (nove), Internacional (dez). O São Paulo é o quinto nessa lista com 12 gols sofridos. E justamente o Tricolor Paulista será o próximo adversário da equipe estrelada no Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Hoje em Dia   www.hojeemdia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close