Economia

Furnas opera com menos de 30% da capacidade e tem o volume mais baixo dos últimos três anos

O Reservatório da Usina de Furnas, na região Centro-Oeste de Minas, opera com 29,62% da capacidade, nesta quinta-feira (26). É o volume mais baixo dos últimos três anos, segundo o Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS). Na mesma data em 2017, o volume era de 38,72%. E em 2016, de 74,97%.

Segundo o serviço de meteorologia GeoClima Soluções Ambientais, não chove de forma significativa na região há pelo menos 60 dias. E a previsão é que a chuva caia com volume só a partir dos meses de setembro e outubro.

Segundo o meteorologista Heriberto dos Anjos, o período de seca de 2018 é considerado normal. “O problema foi que não choveu o esperado no período anterior de chuva. Quando acontece isso, no período seco, tem um agravante”, esclareceu.

Bandeira vermelha

A exemplo de junho, as contas de luz tiveram bandeira vermelha no patamar 2 também no mês de julho, o que acarretou cobrança extra de R$ 5,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

A manutenção da tarifa extra foi decidida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por causa das condições hidrológicas desfavoráveis e da a tendência de redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional.

Nos quatro primeiros meses do ano, vigorou a bandeira verde, sem cobrança extra na conta de luz. Em maio, vigorou a bandeira tarifária amarela, em que há adicional de R$ 1 na conta de energia do consumidor a cada 100 kWh consumidos.

 

Fonte: Hoje em Dia www.hojeemdia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close