Esportes

Cruzeiro vence de virada no Mineirão, sobe na tabela e deixa América próximo do Z4

Na volta do futebol nacional, após a parada da Copa, o Cruzeiro levou a melhor no clássico contra o América, nesta quinta-feira, no Mineirão. A equipe celeste saiu atrás no placar, mas virou o jogo e venceu por 3 a 1, em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida marcou a estreia do atacante Barcos, que não fez gol, mas deu boa movimentação no setor ofensivo da Raposa.

O América abriu o placar em uma falha de Dedé. O zagueiro celeste pisou na bola ao tentar dominá-la, Christian se aproveitou, arrancou pela intermediária e soltou a bomba, no ângulo de Fábio, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Mas a festa americana não durou muito. Três minutos depois, o Cruzeiro chegou ao empate. Thiago Neves lançou Robinho, que recebeu nas costas da zaga, dominou no peito e chutou para defesa parcial de João Ricardo. No rebote, Arrascaeta completou para as redes.

A virada da Raposa veio no segundo tempo. Aos 14 minutos, Arrascaeta tabelou com Thiago Neves e cruzou na segunda trave para Robinho, que finalizou de peito para o fundo do gol.

O terceiro do time celeste veio cinco minutos depois. Após cruzamento de Robinho, o zagueiro Matheus Ferraz cortou mal e bola sobrou para Raniel, que ganhou a dividida no alto e mandou de cabeça para as redes, colocando números finais no confronto.

A arbitragem ainda anulou dois gols do Cruzeiro. No primeiro, aos 11 minutos do primeiro tempo, Barcos tocou para Arrascaeta, que cruzou para Thiago Neves completar para as redes, mas o auxiliar assinalou impedimento do meia uruguaio.

No segundo gol anulado, aos 43 da etapa inicial, Robinho cruzou rasteiro para a área, Thiago Neves errou o chute e Arrascaeta completou para as redes. No entanto, o assistente marcou impedimento de TN30.

Com o resultado, o Cruzeiro interrompeu a série de três jogos sem vencer na competição e subiu para o sexto lugar, com 21 pontos. Já o América, que estreava o técnico Ricardo Drubscky, completou a quarta partida seguida sem saber o que é vitória e ficou mais perto da zona de rebaixamento, na 16ª posição, com 14 pontos, um a mais que o Bahia, primeiro integrante do Z4.

Na próxima rodada, o Cruzeiro vai enfrentar o Atlético-PR, domingo, às 19h, no Mineirão. Mais cedo, às 16h, o América vai até Curitiba pegar o Paraná, no estádio Durival Britto.

Cruzeiro 3 x 1 América

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Arrascaeta (Rafinha) e Thiago Neves (Mancuello); Hernán Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes

América: João Ricardo; Norberto (Ademir), Messias, Matheus Ferraz e Giovanni; Leandro Donizete (Ruy), Juninho, Christian, Wesley (Capixaba) e Aderlan; Rafael Moura. Técnico: Ricardo Drubscky

Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data: quinta-feira, 19 de julho de 2018
Horário: 19h30

Gols: Christian (31’/1º), Arrascaeta (34’/1º), Robinho (14’/2º), Raniel (19’/2º)

Cartão Amarelo: Aderlan, Edilson (América); Henrique, Ariel Cabral (Cruzeiro)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Rogério Pablos Zanardo (CBF/SP)
Assistentes adicionais: Thiago Duarte Peixoto (CBF/BA) e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (CBF/SP)

Público: 17.958 presentes / 13.283 pagantes
Renda: R$ 294.127,00

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close