Brasil

Hospital João XXIII já atendeu mais de 20 pessoas vítimas de cortes por cerol neste ano

Apesar das campanhas de conscientização, o número de vítimas do cerol e linha chilena atendido pelo Hospital Pronto-Socorro João XXIII chega a 22 neste ano. Só no último fim de semana foram três casos.

O diretor da unidade, Marcelo Lopes Ribeiro, afirmou que a quantidade de vítimas ainda pode aumentar porque julho é o mês de maior incidência desse tipo de caso. “Tivemos uma queda neste número em 2016 e 2017. A gente até acredita que possa ter sido pela lei que tornou crime usar cerol ou linha chilena, mas este ano [o número de vítimas] nos assustou demais.”

Uma delas é o gerente administrativo Ivan Rodrigues, de 25 anos, que há 20 dias foi atingido por uma linha de cerol ao passar de motocicleta pela Avenida dos Andradas, em Belo Horizonte, e recebeu 14 pontos no pescoço. Ele esqueceu de colocar a antena protetora. “Graças a Deus eu estou aqui para contar a história. Que sirva de lição para muitas pessoas. Temos que conscientizar todo mundo.”

O assessor de imprensa do Corpo de Bombeiros, tenente Pedro Aihara, ressaltou que todos temos a responsabilidade de fiscalizar. “Se eu vejo uma pessoa soltando a linha chilena, usando cerol, eu também sou responsável por chegar nessa pessoa, conversar, explicar os riscos porque ninguém sabe quem vai ser a vítima.”

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close