Esportes

Cruzeiro faz clássico contra o América em busca da reabilitação no Brasileirão

Com a presença do reforço Hernán Barcos provavelmente no banco de reservas, o Cruzeiro vê no clássico contra o América, nesta quinta-feira, às 19h30, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, uma partida importante para se reerguer no Campeonato Brasileiro. A partida, válida pela 13.ª rodada, será a primeira dos rivais mineiros na volta da competição após o recesso da Copa do Mundo da Rússia. Pelo lado do Coelho, o clássico marcará a estreia do técnico  Ricardo Drubscky.

O time do técnico Mano Menezes despertou a desconfiança da torcida com as más atuações recentes e os resultados negativos em sequência. São quatro partidas sem vitória, considerando os últimos três jogos do Brasileirão e o empate por 1 a 1 contra o Atlético Paranaense na última segunda-feira, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, que foi suficiente para a equipe avançar na competição.

Antes vice-líder, o Cruzeiro soma 18 pontos e comemorou a pausa para o Mundial da Rússia, já que vinha em declínio no ano. A intertemporada poderia ser positiva para preparar melhor a equipe e dar descanso a alguns jogadores muito desgastados.

“Acreditamos que a parada em si foi boa, pois conseguimos recuperar alguns jogadores, fortalecer, se preparar bem para um semestre que terá uma maratona de jogos. Em relação à equipe, jogo a jogo a gente procura melhorar”, disse o zagueiro Léo, que ao entrar em campo, jogará a partida de número 305 e passará a ser o terceiro zagueiro que mais vezes defendeu o clube.

Pirata 

Recém-chegado ao Cruzeiro, o argentino Hernán Barcos pode fazer a sua estreia já nesta quinta-feira e ser a grande novidade da partida. O centroavante teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e está entre os relacionados por Mano Menezes.

Resta saber se o “Pirata” será escalado. A tendência é de que isso não aconteça tão já. É provável que o argentino seja uma boa opção entre os suplentes e o treinador repita a escalação da última partida diante do Atlético Paranaense com a trinca de meias formada por Rafinha, Thiago Neves e o uruguaio Arrascaeta e Rafael Sóbis no comando de ataque. No entanto, Mano Menezes não confirmou quem mandará a campo. Pode ser que Robinho apareça no meio de campo e o jovem Raniel na referência no ataque.

Desfalques 

No América, a expectativa fica por conta da estreia do técnico Ricardo Drubscky, que era coordenador de futebol do clube e foi efetivo em razão da saída de Enderson Moreira para o Bahia. Para o clássico, ele vai ter que quebrar a cabeça para escalar o time. São pelo menos seis desfalques certos: Aylon, Luan, Lima, Renan Oliveira e Jori estão sob cuidados médicos, enquanto que o atacante Judivan não pode atuar por força de contrato, já que pertence ao Cruzeiro.

Com as mudanças, o treinador aproveitou para fazer mistério. “Temos treinado de várias maneiras. Mas os jogadores já conhecem nosso estilo de trabalho e quem entrar vai saber o que é preciso fazer”, garantiu.

Gerson Magrão é o mais cotado para atuar ao lado de Rafael Moura no ataque. Outra surpresa em campo pode ser o meia Serginho, que pertence ao Santos e está praticamente negociado com o Al-Whada, dos Emirados Árabes Unidos. Em meio ao imbróglio sobre o seu futuro, o jogador segue treinando normalmente com o elenco e foi relacionado para a partida. Wesley, Juninho e Leandro Donizete devem completar o meio de campo.

O América conseguiu fechar o primeiro semestre em alta e, mesmo com a sequência de três jogos sem vencer, terminou a primeira parte da competição com 14 pontos, distante da zona de rebaixamento. Antes da parada para a Copa do Mundo, porém o clube colecionou derrotas para Atlético e Grêmio, além de um empate com a Chapecoense.

Ficha técnica:

CRUZEIRO X AMÉRICA

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Arrascaeta, Thiago Neves (Hernán Barcos) e Rafinha; Rafael Sobis.Técnico: Mano Menezes

AMÉRICA: João Ricardo; Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos (Giovanni); Leandro Donizete, Juninho, Wesley e Serginho; Marquinhos (Gérson Magrão ou Ademir) e Rafael Moura. Técnico: Ricardo Drubscky

Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Mineirão

Data: quinta-feira, 19 de julho de 2018

Horário: 19h30

Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)

Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Rogério Pablos Zanardo (CBF/SP)

Assistentes adicionais: Thiago Duarte Peixoto (CBF/BA) e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (CBF/SP)

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close