Esportes

Com falta de centroavantes, Cruzeiro busca alternativas para jogos decisivos

Em plena pausa para a Copa do Mundo, o técnico Mano Menezes ganhou um grande problema para resolver no Cruzeiro: a escassez de centroavantes para os jogos decisivos que virão pela frente. Sem Fred desde o fim de março e com a lesão recente de Sassá, o treinador celeste tem à disposição apenas Raniel, mesmo assim só para os próximos dias, já que, neste momento, ele também está no departamento médico tratando de um edema na coxa.

Após o amistoso contra o Corinthians, Mano Menezes comentou sobre a falta de opções e as dificuldades para o Cruzeiro ir ao mercado buscar reforços para a posição.

“Todos que procuram jogador no mercado agora têm dificuldades. Muitos de vocês questionam e discutem se são acréscimos. Tem muito jogador assim no mercado. Os outros, que são bastante escassos, custam bastante dinheiro. Todos sabemos das situações da maioria dos clubes no Brasil. Temos que achar o meio termo, achar um jogador que se encaixa no que já temos”, declarou.

Jogadores que poderiam reforçar a equipe celeste já fizeram sete jogos no Campeonato Brasileiro ou já disputaram a Libertadores ou Copa do Brasil por outros clubes, o que inviabiliza uma transferência.

Sem os dois principais centroavantes da equipe – Fred tem previsão de retorno aos gramados em setembro, após operar o joelho direito, enquanto Sassá, que passou por cirurgia no joelho esquerdo nesta quinta-feira, só deve voltar a jogar em outubro –, o Cruzeiro corre contra o tempo para resolver o problema no comando de ataque do time que ficou evidente na derrota para o Corinthians no amistoso disputado no Mineirão quando Rafael Sobis foi improvisado na função de ‘camisa 9’.

O próximo compromisso oficial da Raposa será no dia 16 de julho, contra o Atlético-PR, em Belo Horizonte, pelo duelo de volta da oitavas de final da Copa do Brasil. No jogo de ida, em Curitiba, o time celeste venceu por 2 a 1. Além deste confronto decisivo, o Cruzeiro tem pela frente as partidas diante do Flamengo, pelas oitavas da Libertadores, dias 8 e 29 de agosto.

“Precisamos projetar uma composição com os atacantes que já temos e que vão voltar. Nós já estamos fazendo isso. Mas não sou o tipo de técnico que vai para o microfone cobrar a direção, não acho que seja o lugar. Essas coisas são internas, tem que haver o respeito. Eu sei das dificuldades e sei do empenho para resolver essas questões”, disse Mano.

“Vamos tentar resolver o dilema. Temos um time de qualidade. Nosso elenco, em todos os momentos que foi exigido, deu resposta positiva. Se cobra um pouco mais do Sobis, quando tem que jogar como homem mais adiantado. Não é a característica dele, mas não é também a de Griezmann, daquele outro e do outro. Não adianta ficar chorando, tem que treinar, trabalhar. Se não dá de um jeito, temos que resolver de outro”, finalizou.

Mano terá mais dois jogos para testar o Cruzeiro antes das seguidas decisões que virão. No sábado, o time celeste enfrenta o Coimbra em jogo-treino. Na próxima quarta-feira, às 20h, o confronto será novamente contra o Corinthians, mas em Itaquera.

 

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close