Esportes

Cruzeiro perde para a Chapecoense em jogo com gol de cotovelo e mais de 1h de atraso

Faltou luz à Arena Condá e à arbitragem na derrota do Cruzeiro para a Chapecoense por 2 a 0 na noite deste sábado pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Devido a problemas de iluminação, o jogo começou com mais de 1h de atraso e, após um primeiro tempo com um 0 a 0 nada empolgante, os mandantes balançaram a rede duas vezes na etapa final.

A primeira com Bruno Silva, que desviou de cotovelo para a rede, e a segunda com Elicarlos em um chute da intermediária. A Raposa também pecou, sem conseguir criar uma chance clara de gol.

A partida estava marcada para as 19h, mas quando as equipes já estavam prontas para o duelo parte da iluminação do estádio caiu e os jogadores voltaram para os vestiários. Por volta das 20h, quando parte da luz voltou, os dois times concordaram em ir a campo. Durante o aquecimento, todos os refletores voltaram a funcionar e a bola rolou às 20h18.

A derrota faz com que o time celeste caia para a 6ª posição, com 17 pontos. A equipe catarinense está em 14º, com 13. Na próxima rodada, a última antes da parada da Copa do Mundo, o Cruzeiro duela com o Paraná na quarta-feira (13), às 19h30, no Estádio Durival de Britto, em Curitiba. A Chapecoense pega o América no mesmo dia, às 16h, no Independência.

O jogo

Faltou criatividade às duas equipes no primeiro tempo. Nenhuma oportunidade de gol foi criada. Antes do intervalo, o centroavante Sassá  sentiu dores na perna esquerda e deixou o campo para a entrada de Raniel.

Na etapa final, o panorama pouco mudou. O Cruzeiro chegou com perigo aos 18 minutos, em chute de Raniel que o goleiro Jandrei mandou para escanteio sem muito esforço. A Chapecoense balançou a rede aos 34, quando Apodi cruzou da ponta direita e Bruno Silva chutou. A bola tocou no cotovelo dele e foi para a rede, o que fez com que o time celeste reclamasse bastante com a arbitragem, parando o jogo por 5 minutos.

A Chapecoense quase ampliou aos 46, em chute de Bruno Silva dentro da área que Fábio salvou. Aos 49, porém, Elicarlos fez o segundo dos catarinenses. Dedé errou na saída de bola, e ela sobrou para o volante mandar o torpedo à meia altura, no canto direito da Raposa.

Chapecoense 2×0 Cruzeiro

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Douglas, Rafael Thyere e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros; Leandro Pereira, Arthur Caíque e Wellington Paulista (Luiz Antonio). Técnico: Gilson Kleina

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Romero (Lucas Silva), Robinho, Thiago Neves (Lucas Romero), Rafael Sobis; Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Cartão amarelo: Elicarlos e Arthur (Chapecoense) Edilson Robinho e Rafael Sobis (Chapecoense)
Gols: Bruno Silva (34’/1ºT) e Elicarlos (49’/1º)

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 9 de junho de 2018, sábado, às 19h
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Auxiliares: João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Adicionais: Rafael Martins de Sá (RJ) e Daniel de Sousa Macedo (RJ)

Fonte: Itatiaia www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close