Eventos

Atlético acorda na etapa final, vence Furacão de virada e sobe para o terceiro lugar no Brasileiro

Cap x Cam

Foi de virada. Após um primeiro tempo muito ruim e derrota por 1 a 0, o Atlético voltou completamente diferente para a etapa final e venceu o Atlético-PR por 2 a 1, neste domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo foi o primeiro do Galo como visitante na competição e levou o time para a terceira colocação na tabela.

Pablo abriu o placar para o Furacão aos 30 minutos da etapa inicial. O placar poderia ser ainda mais elástico a favor dos paranaenses, mas Victor salvou o Galo com grandes defesas, sendo determinante para a manutenção do 1 a 0. No segundo tempo, o Atlético mudou ‘da água para o vinho’ e passou a pressionar muito o Atlético-PR. Bremer e Róger Guedes fizeram a virada do Galo aos oito e 19 do segundo tempo. No fim da partida, os mineiros ainda desperdiçaram pelo menos mais três chances para ampliar o marcador.

O triunfo fez o Galo subir para a terceira posição no Brasileirão, com dez pontos, mesma pontuação que o líder Flamengo e o segundo colocado Corinthians, mas atrás no saldo de gols. Já o Atlético-PR caiu para o 14º lugar, com cinco.

Agora, o próximo compromisso do Galo será pela Copa do Brasil. Na quarta-feira, às 19h30, a equipe vai até o Sul do país para enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá, pelo duelo de volta das oitavas de final. Como no primeiro jogo, em Belo Horizonte, houve empate em 0 a 0, o Atlético precisará vencer para se classificar. Nova igualdade no placar leva a decisão para os pênaltis.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Atlético volta a campo no próximo sábado, às 16h, no clássico contra o Cruzeiro, no Independência. Já o Furacão encara o Fluminense, domingo, às 19h, no Maracanã. Mas, antes, o time paranaense recebe a Raposa, na Arena da Baixada, quarta-feira, às 21h45, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

O jogo

O primeiro tempo do Atlético foi muito ruim. O time começou a partida muito nervoso com os jogadores entrando forte nos adversários. Gustavo Blanco deu carrinho em Renan Lodi na lateral do campo e levou cartão amarelo, que poderia até ser vermelho. Sem condições de permanecer, o atleta do Furacão teve que deixar o gramado.

Pouco depois, Otero também chegou firme no jogador do Atlético-PR provocando reação negativa na torcida rubro-negra.

Perdido em campo, o Atlético não conseguia sair jogando e levava sufoco dos paranaenses, que aproveitavam a marcação frouxa do Galo, principalmente pelas laterais. O goleiro Victor se destacou ao fazer pelo menos três grandes defesas.

Mas o camisa 1 alvinegro parou a pressão do time da casa enquanto pôde. Aos 30 minutos, o Atlético-PR abriu o placar. Após cobrança de escanteio, Pablo subiu livre entre Ricardo Oliveira e Bremer e cabeceou firme no canto de Victor.

Na única jogada perigosa do Atlético foi em uma forte cabeçada de Gabriel que o goleiro Santos se esticou todo para defender.

O Atlético estava tão mal em campo que no fim do primeiro tempo o técnico Thiago Larghi fez duas alterações sacando Luan e Otero para as entradas de Elias e Cazares, respectivamente.

O segundo tempo começou com o Atlético-PR ainda pressionando. Nikão partiu em velocidade saiu na cara do gol e bateu para o gol, mas Victor salvou novamente.

Mas como em um ‘estalo de dedos’ o Atlético se ligou no jogo e partiu para cima do Furacão. Aos sete minutos, Róger Guedes pegou a sobra na área e bateu buscando o canto, mas o goleiro Santos tirou com a ponta dos dedos.

A pressão mudou de lado e o Galo seguia em cima. No minuto seguinte o gol de empate. Após escanteio cobrado por Cazares, o zagueiro Bremer subiu no segundo andar para cabecear para as redes. Tudo igual na Arena da Baixada.

Aos 12, Róger Guedes tabelou com Ricardo Oliveira, invadiu a área e bateu para o gol, mas Santos defendeu. Na sequência, Cazares cobrou escanteio e a bola passou perto do gol sem que ninguém aparecesse para empurrar para as redes.

O Galo estava perto da virada. Fábio Santos recebeu de Guedes e finalizou de bico buscando o cantinho, mas a bola passou raspando a trave.

Até que aos 19 minutos o vira-vira alvinegro aconteceu. Cazares lançou Ricardo Oliveira e o goleiro Santos saiu da meta afastando de cabeça, mas acabou tirando errado e a bola sobrou limpa para Róger Guedes que cabeceou forte encobrindo o arqueiro do Atlético-PR e estufando as redes.

O Galo teve a oportunidade para fazer o terceiro, mas Ricardo Oliveira desperdiçou. Primeiro, o atacante recebeu cruzamento rasteiro de Cazares, mas bateu para fora. Depois, o camisa 9 foi lançado pelo equatoriano em velocidade, mas chutou em cima do goleiro Santos.

Nos minutos finais de jogo, o Atlético ainda perdeu pelo menos mais três chances para ampliar o placar, mas acabou arrancando a primeira vitória fora de casa no Brasileirão.

Atlético-PR 1 x 2 Atlético

Atlético-PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavéz (Raphael Veiga) e Thiago Carleto; Jonathan, Camacho, Bruno Guimarães, Renan Lodi (Wanderson); Nikão, Pablo e Guilherme (Ederson). Técnico: Fernando Diniz

Atlético: Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Matheus Galdezani), Luan (Elias), Otero (Cazares) e Róger Guedes; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

Motivo: 5ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 13 de maio de 2018, domingo, às 16h
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Gols: Pablo (30’/1º), Bremer (8’/2º), Róger Guedes (19’/2º)

Cartão Amarelo: Gustavo Blanco, Bremer (Atlético); Thiago Carleto, Bruno Guimarães (Atlético-PR)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Assistente: Thiago Luís Scarascati (SP) e José Cláudio Rocha Filho (SP)

Fonte: www.itatiaia.com.br

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close