Esportes

Em jogo eletrizante de quatro gols, São Paulo e Atlético-MG empatam no Morumbi

Time da casa abre o placar no primeiro tempo, leva a virada no segundo, mas vai buscar igualdade com gol salvador de Diego Souza

São Paulo e Atlético-MG fizeram confronto bastante disputado e eletrizante, neste sábado, no Morumbi. Os anfitriões saíram na frente, levaram a virada no segundo tempo, mas conseguiram arrancar o 2 a 2 com gol salvador de Diego Souza. A partida foi válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time dirigido por Diego Aguirre, que poderia ter assumido provisoriamente a liderança em caso de vitória, acabou ficando na sexta posição, com seis pontos. Já a equipe treinada por Thiago Larghi é a terceira, com sete.

são paulo x atlético-mg
São Paulo e Atlético-MG disputaram belo duelo no Morumbi Foto: FELIPE RAU/ESTADÃO

“A equipe deles é qualificada e isso dificulta um pouco. Mas dentro de casa precisamos manter mais o ritmo”, lamentou-se Diego Souza, que aproveitou passe de Cueva aos 35 da etapa final para chutar forte no canto de Victor e igualar o marcador.

“Jogamos melhor do que o São Paulo. Quando fizemos o segundo gol, faltou malandragem para o nosso time”, disse Gustavo Blanco. Os mineiros não tiveram nem três minutos para comemorar a virada até que sofressem o segundo na partida.

Os times voltam a campo no meio desta semana, pela Copa Sul-Americana. Os paulistas recebem o Rosario Central, na quarta-feira, no Morumbi, após o empate sem gols na Argentina. Um dia antes, os mineiros enfrentam o San Lorenzo, no Horto, precisando dar o troco depois da derrota por 1 a 0 fora de casa.

O jogo

Quem foi ao Morumbi viu 15 minutos iniciais muito movimentados, com ao menos três boas chances, sendo duas para os visitantes. Não teve nada de time estudando o adversário, esperando pela ação do oponente. Tanto paulistas quanto mineiros partiram para cima, em busca do gol.

O São Paulo, que teve a baixa de última hora de Éder Militão – sentiu um desconforto muscular durante o aquecimento e deu lugar a Anderson Martins –, foi quem assustou primeiro. Aos 12 minutos, Régis cruzou, a bola passou pela defesa mineira e sobrou para Everton. O atacante pegou mal na bola e mandou para fora.

O Atlético-MG respondeu imediatamente. Aos 14, Róger Guedes ficou com a bola mal desviada por Anderson Martins e ficou cara a cara com Sidão. Como um goleiro de handebol, o camisa 12 saiu da meta com os braços abertos para abafar a finalização do atacante e conseguiu: espalmou com a mão direita a conclusão que tinha endereço certo. Dois minutos depois, Jucilei evitou uma bola que sairia pela lateral, mas a entregou de graça a Ricardo Oliveira. O centroavante acionou Gustavo Blanco, que girou e bateu torto, à direita do gol são-paulino.

Mesmo acuado, o São Paulo acabou levando a melhor na segunda vez em que Everton se viu de frente para o gol defendido por Victor. Em novo cruzamento de Régis, o zagueiro atleticano Leonardo Silva afastou nos pés do camisa 22. Everton bateu meio de rosca, no canto de Victor, e marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor: 1 a 0.

No segundo tempo, as equipes já voltaram com substituições. Aguirre sacou o amarelado Bruno Alves para apostar em Marcos Guilherme. Larghi trocou Otero, que não reunia suas melhores condições físicas, e colocou Otero.

O Atlético-MG seguia melhor e ainda viu o adversário perder uma de suas principais peças: Nenê, com dores na coxa esquerda, precisou sair de campo ainda aos 9 minutos, dando lugar a Liziero. Imediatamente, Larghi trocou Luan por Elias – o que irritou bastante o atacante, que deixou o gramado contrariado e até arremessou seu agasalho para o lado, com raiva.

O empate veio aos 25. Róger Guedes recebeu lindo passe de Gustavo Blanco, contou com o cochilo de Arboleda, que não tentou interceptar a bola, e chutou rasteiro, na saída de Sidão: 1 a 1. A virada sairia pouco depois, aos 32. Cazares cobrou escanteio no primeiro pau, Ricardo Oliveira subiu mais alto do que a zaga e cabeceou com força. Sidão ainda tocou nela, mas não evitou que morresse no fundo de sua meta.

Com Cueva na vaga de Hudson, que também recebera o amarelo, o São Paulo partiu para o abafa e foi assim que conseguiu igualar tudo de novo, aos 35. Após vacilo da defesa atleticana, que perdeu a bola na frente do peruano, o camisa 10 enfiou para Diego Souza amenizar a frustração dos mais de 30 mil tricolores presentes ao Morumbi: 2 a 2.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 2 ATLÉTICO-MG

São Paulo: Sidão; Bruno Alves (Marcos Guilherme), Arboleda e Anderson Martins; Régis, Hudson (Cueva), Jucilei, Nenê (Liziero), Everton e Reinaldo; Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre.

Atlético-MG: Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Erik), Luan (Elias) e Otero (Cazares); Ricardo Oliveira e Róger Guedes. Técnico:Thiago Larghi.

Gols: Everton, aos 24 do 1º tempo; Róger Guedes, aos 25, Ricardo Oliveira, aos 32, e Diego Souza, aos 35 do 2º.

Juiz: Rafael Traci (PR).

Amarelos: Sidão, Arboleda, Bruno Alves e Hudson (São Paulo); Fábio Santos, Cazares, Blanco e Elias (Atlético-MG).

Público: 31.976 pessoas.

Renda: R$ 788.822,00.

Local: Morumbi, em São Paulo.

Fonte: Estadão Esportes

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close